• 2
  • 1
Polícia lançou assaltos simultâneos

A polícia francesa matou os dois suspeitos do ataque ao jornal Charlie Hebdo. Os irmãos Kouachi estava cercados há sete horas numa gráfica, a 40km de Paris. Barricaram-se no local com um refém depois de escaparem, a uma perseguição policial. Neste assalto final das autoridades, o refém foi libertado e não sofreu quaisquer ferimentos. Quase em simultâneo, a polícia pôs termo a um sequestro que durava há quatro horas num minimercado de Paris. O sequestrador foi identificado pelas autoridades como

09 Jan 2015

14856 Visualizações

sicnot

  • 1
  • 0
Da perseguição a alta velocidade ao cerco aos irmãos Kouachi

Os dois suspeitos do atentado em Paris estão cercados, refugiados e com um refém numa zona industrial a norte da capital francesa. A operação de captura começou manhã cedo, com uma perseguição na auto-estrada, acompanhada em direto pelas agencias de informação.

09 Jan 2015

23062 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Hollande garante que a França tudo fará para evitar novos atentados

François Hollande afirmou hoje que a França está em choque com o atentado terrorista de quarta-feira mas garantiu que o país será capaz de resistir a todas as provas. Depois da declaração no ministério do Interior, o presidente francês recebeu a líder da Frente Nacional no Eliseu. À saída, Marine le Pen defendeu a suspensão do acordo de Schengen como forma de travar o terrorismo.

09 Jan 2015

4316 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Português relata o receio pelo filho retido na escola em Dammartin-en-Goële

Luís Silva é residente em Dammartin-en-Goële, o local onde estão barricados os dois suspeitos do atentado ao Charlie Hebdo. O emigrante português tem os filhos na escola, as crianças foram levadas para um ginásio e os pais não estão autorizados a ir buscá-los.

09 Jan 2015

6755 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Polícia abatido no passeio era muçulmano

Duas das vítimas do ataque de quarta-feira eram polícias. Um deles, de 42 anos, garantia a segurança do editor do jornal Charlie Hebdo. E era muçulmano.

09 Jan 2015

9427 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Cinco minutos de terror

Em cinco minutos os dois homens mataram 12 pessoas. Dez na redacção do jornal, um recepcionista à entrada do prédio e um polícia que patrulhava a zona em bicicleta. Para entrarem na redacção do jornal forçaram uma desenhadora, que chegava ao trabalho precisamente naquele momento, e acabou obrigada a digitar o código de acesso da porta.

08 Jan 2015

9046 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Jornalista português que trabalha frente ao Charlie Hebdo conta o que viu

O jornalista e fundador de uma pequena agência de notícias que fica junto às instalações do semanário Charlie Hebdo é português.Chegou ao local cinco minutos depois do atentado. Paulo Moreira contou aos enviados especiais da SIC a Paris o que viu naqueles instantes.

09 Jan 2015

11764 Visualizações

sicnot

  • 4
  • 1
Os minutos que chocaram o mundo

...

08 Jan 2015

46684 Visualizações

atentado, frança

  • 0
  • 0
Um minuto de silêncio pelo jornal que tentaram silenciar

Das ruas às redacções e aos parlamentos, um pouco por toda a Europa, cumpriu-se um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do ataque ao jornal satírico Charlie Hebdo.

08 Jan 2015

3050 Visualizações

  • 0
  • 0
#JeSuisCharlie. O que sabemos e o que não sabemos

Um ataque em Paris fez esta quarta-feira 12 mortos e oito feridos, quatro dos quais em estado grave. Eis o que sabemos - e o que não sabemos.

07 Jan 2015

729 Visualizações

  • 0
  • 0
A unidade é a melhor resposta ao atentado, diz Nicolas Sarkozy

O antigo Presidente francês Nicolas Sarkozy regressou esta manhã ao Eliseu pela primeira vez desde 2012, a convite do atual Presidente e na sequência da violência que assola o país. Nicolas Sarkozy admite que ficou impressionado com a atitude de François Hollande perante um ataque que é contra a civilização e que só merece uma resposta de unidade.

08 Jan 2015

4035 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Caça ao homem em França. Procuram-se os irmãos Kouachi

As forças de segurança francesas lançaram uma intensa caça ao homem para encontrar os dois irmãos suspeitos de terem morto 12 pessoas no jornal satírico “Charlie Hebdo”. A polícia divulgou as suas fotos e alertou para a perigosidade dos suspeitos que podem estar armados.

08 Jan 2015

1292 Visualizações

charlie, frança, hebdo, suspeitos, terrorismo

  • 0
  • 0
Minuto de silêncio pelas vítimas do ataque em Paris

Ao meio-dia em Paris (11:00 em Lisboa), França assinalou um minuto de silêncio em homenagem aos 10 jornalistas e dois polícias mortos ontem, no atentado ao semanário satírico Charlie Hebdo. As redações da SIC, do Expresso e da Visão associaram-se ao momento simbólico. Também nós fizemos um minuto de silêncio na redação, em Lisboa e no Porto.

08 Jan 2015

11991 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Atentado em Paris em análise

Lumena Raposo, jornalista do Diário de Notícias, esteve na Edição da Manhã para fazer uma análise aos acontecimento de ontem em Paris, onde foram mortas 12 pessoas num ataque ao jornal satírico Charlie Ebdo.

08 Jan 2015

800 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Charlie Hebdo. Um ataque "bem-sucedido" e facilmente repetível

O porta-voz do Observatório do Crime Organizado Segurança e Terrorismo diz acreditar que o Mundo vai continuar a assistir a casos como o atentado ao jornal Charlie Hebdo. Filipe Pathê Duarte classifica este tipo de atentados como relativamente fáceis de concretizar, por não exigirem uma logística tão grande como outros que os radicais já usaram, e espera um efeito de imitação. Tanto mais que para os terroristas, o atentado desta quarta-feira em Paris foi um sucesso.

07 Jan 2015

1422 Visualizações

  • 0
  • 0
Charlie Hebdo, jornal conhecido pelas caricaturas de Maomé

O jornal Charlie Hebdo é conhecido pelas publicações polémicas sobre o Islão. A mais polémica foi a caricatura sobre o profeta Maomé que provocou a ira em vários países muçulmanos. Em 2011, a sede do semanário foi destruída num ataque à bomba.

07 Jan 2015

7392 Visualizações

sicnot

  • 3
  • 0
O massacre de Charlie Hebdo desenhado por cartoonistas

O atentado ao jornal satírico francês Charlie Hebdon chocou o mundo e motivou fortes manifestações em França. Nas redes sociais, vários cartoonistas manifestaram a sua indignação e solidariedade com as vítimas do tiroteio.

07 Jan 2015

1414 Visualizações

  • 0
  • 0
Vereador da Câmara de Paris diz que a cidade está “em estado de guerra”

Hermano Sanches Ruivo, lusodescendente vereador executivo da Câmara de Paris, diz que é impossível dissociar a polémica das caricaturas do Charlie Hebdo do tiroteio desta manhã na sede do jornal satírico. Em França, diz-se que o ataque pode estar associado a terrorismo ou às tendências políticas da publicação francesa. Hermano Sanches Ruivo diz que a cidade está “em estado de guerra”.

07 Jan 2015

8454 Visualizações

sicnot

  • 0
  • 0
Porta-voz da polícia afirma que atentado em Paris foi realizado por três homens

O porta-voz da polícia confirmou que homens armados mataram todos quantos estavam no interior da sede do jornal Charlie Hebdo. Duas das vítimas mortais são polícias. As autoridades avançaram que o atentado foi levado a cabo por três homens.

07 Jan 2015

8937 Visualizações

sicnot

  • 1
  • 1
Vídeos amadores captam atentado em Paris

...

07 Jan 2015

26379 Visualizações

atentado, paris